quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Semadur e consórcio Solurb visitam local onde trabalham os catadores de materiais recicláveis cooperados


O secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Marcos Cristaldo, participou nesta terça-feira (04), de visita técnica juntamente com representantes da CG Solurb Soluções Ambientais ao local de trabalho onde os catadores da Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis dos Aterros Sanitários (Coopermaras) estão temporariamente realizando a separação dos materiais recicláveis, até a finalização das obras da Usina de Processamento de Lixo (UPL).


“O consórcio Solurb veio vistoriar o trabalho que está sendo executado pelos catadores neste Ecoponto onde estão operando. A empresa está conhecendo esse modelo de trabalho que está sendo proposto, estreitando assim o relacionamento com eles, que futuramente irão operar na UPL”, explicou Cristaldo. Durante a visita também foram verificadas as condições de trabalho e necessidades desses trabalhadores, para que futuramente possa ser dada continuidade aos trabalhos já iniciados pela categoria.
 
Hoje trabalham neste Ecoponto 140 catadores no sistema de cooperativa. Cristaldo ressaltou que a desativação do lixão irá ocorrer até o Natal.

O secretário destacou ainda o apoio que a Prefeitura de Campo Grande proporcionou aos catadores oferecendo o deslocamento de 10 catadores para participação da Expocatadores 2012 que aconteceu entre os dias 28 e 30 de novembro em São Paulo. Um evento de negócios voltados aos catadores para troca de experiências, disseminação de conhecimentos e tecnologias para a gestão eficiente dos resíduos sólidos.que aconteceu em São Paulo.

Daniel Obellar, presidente da Associação dos Trabalhadores de Materiais Recicláveis dos Aterros Sanitários de MS destacou a importância desse evento “Ocorreram palestras e oficinas, além de debates quanto às diretrizes do Movimento Nacional dos Catadores. É muito importante nós enquanto cooperativa e associação participarmos desses eventos onde trocamos experiências e aprendemos sempre”, enfatizou.

Katia Tavares
DRT/MS 352

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário